Matérias
Segurança

Registro de armas de fogo cai 82% no Brasil, em 2023

O ministro Flávio Dino apontou queda nos crimes violentos, após o decreto de controle de armas

Escrito por
Lucas Albarado
May 21, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Foi registrada uma queda de 82% no registro de armas de fogo, no Brasil, se comparada ao ano de 2022. Os dados são do Sistema Nacional de Armas (Sinarm). Em 2023 foram cadastradas 20.822 armas de fogo para defesa pessoal, e no ano anterior 111.044. 

Conforme a Polícia Federal (PF) esse é o menor número registrado desde 2004, quando o cadastro somou 4.094 novas armas. 

O ministro da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Flávio Dino, disse que a diminuição do número de crimes violentos e letais, é um resultado de um maior controle de armas. 

“Isso se deu com a redução do armamentismo irresponsável que havia anteriormente, demonstrando que não há correlação lógica entre o crescimento do número de armas e a redução de mortes violentas ou homicídios” disse Flávio Dino. 

O Brasil voltou a ter um olhar mais apurado para o controle de armas, com o presidente Lula assinando um decreto que reduzia o número de armas e munições em posse de civis, em julho de 2023. 

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas