Matérias
Política

Manifestantes entram em confronto com a PM durante votação em SP

Durante a confusão, diversos manifestantes que tentavam entrar na área dos deputados foram agredidos, e cinco deles presos

Escrito por
Lucas Albarado
December 07, 2023
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Durante a votação pela privatização da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), diversos manifestantes que estavam na assembleia legislativa de SP entraram em confronto com policiais militares, após tentarem invadir e derrubar a divisória entre eles e os deputados. 

Cinco membros do partido Unidade Popular (UP) foram presos, entre eles, Vivian Mendes, líder do partido em São Paulo. 

Os partidos PT, PCdoB, PSOL e Rede, emitiram nota conjunta, onde manifestam repúdio à força excessiva usada pelos PMs para conter os manifestantes. 

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) comunicou que a Polícia Militar atuou para encerrar os atos de depredação do patrimônio da Alesp. 

Por meio das redes sociais, o partido UP publicou vídeos e fotos de membros agredidos e cobertos por sangue. A liderança ainda informou que a PM nega agressão excessiva, e que o sangue apresentado nos manifestantes seria falso. 

Privatização Aprovada  

O governador Tarcísio Freitas apoiou desde o início a privatização da Sabesp, que teve o projeto aprovado nesta quarta-feira, 06, por 61 votos a 1. 

A princípio nada muda, já que o governo ainda deve abrir um certame para que uma empresa assuma a gerência da Sabesp. 

Para que São Paulo ainda continue participando do faturamento da Sabesp, é necessário que a lei municipal seja alterada pelos vereadores. 

Tarcísio também informou que vai conversar com os 375 municípios sobre a renovação do contrato de concessão até 2060.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas