Matérias
Brasil

Vereador solicitará afastamento do padre Júlio Lancellotti

A Arquidiocese divulgou um novo posicionamento, afirmando que abriria uma investigação para buscar "a verdade"

Escrito por
Redação
February 06, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

O vereador Rubinho Nunes (União), autor do pedido de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI) que investiga o padre Júlio Lancellotti na Câmara Municipal de São Paulo, anunciou que enviará um pedido formal de afastamento do pároco à Arquidiocese de São Paulo. A decisão do vereador vem após uma reviravolta nas acusações contra o padre, divulgada nesta segunda-feira (5) pela Arquidiocese.

Em 22 de janeiro, Nunes protocolou na Câmara um vídeo, cuja autenticidade não foi comprovada, e um parecer que apontava o padre como protagonista. Posteriormente, a Arquidiocese informou que o vídeo já havia sido investigado em 2020 e que não havia "convicção suficiente sobre a materialidade da denúncia" contra Lancellotti, optando pelo arquivamento.

Contudo, uma entrevista publicada pela revista Oeste na última terça-feira (30) trouxe novas alegações de assédio sexual contra o pároco, reacendendo a polêmica. Diante disso, a Arquidiocese divulgou um novo posicionamento, afirmando que não arquivou as denúncias recentes e que abriria uma investigação para buscar "a verdade".

A divulgação do novo posicionamento da Arquidiocese reforçou a instalação da CPI na Câmara Municipal de São Paulo, e o assunto será discutido pelos vereadores em uma reunião do colégio de líderes nesta terça-feira (6). O vereador Rubinho Nunes, em vista desses desdobramentos, planeja enviar o pedido formal de afastamento do padre Júlio Lancellotti à Arquidiocese, aguardando-se as próximas etapas dessa controvérsia.

No items found.