Matérias
Brasil

Renato Cariani é indiciado pela PF por associação para o tráfico

Renato ainda não se manifestou sobre o indiciamento feito pela Polícia Federal

Escrito por
Lucas Albarado
January 30, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

O empresário e influenciador, Renato Cariani, foi indiciado pela Polícia Federal (PF) por tráfico equiparado, associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. A investigação durou dez meses, e outros dois homens, amigos dele, foram indiciados. 

Agora, cabe ao Ministério Público Federal (MPF) denunciar ou não o grupo pelos crimes. Eles não tiveram prisões preventivas solicitadas, e respondem em liberdade. 

Fabio Spinola Mota e Roseli Dorth são os dois outros envolvidos, eles são acusados pela PF de usarem a empresa química para falsificar notas fiscais de vendas de produtos para empresas multinacionais farmacêuticas. 

De acordo com a investigação, os produtos eram desviados para a fabricação de cocaína e crack, que abasteciam uma rede criminosa de tráfico internacional, como o Primeiro Comando da Capital (PCC).

Spínola é apontado como arquiteto do esquema de repasse de Anidrol para o tráfico, usando um falso email com o nome de um suposto funcionário de uma multifuncional. 

A investigação iniciou após a Receita Federal perceber depósitos suspeitos de R$200 mil feio pela AstraZeneca para a Anidrol. Transação financeira que foi negada pelas empresas. 

Outros suspeitos foram identificados, mas não foram indiciados pois a PF está juntando mais provas contra eles. Renato Cariani ainda não se manifestou sobre o indiciamento. 

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas