Matérias
Brasil

PF apreende computador da Abin com Carlos Bolsonaro em operação

A ação visa possíveis receptores de informações coletadas ilegalmente pela Abin durante o governo Bolsonaro

Escrito por
Thiago Freire
January 29, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Nesta segunda-feira (29), a Polícia Federal conduziu uma operação que resultou na apreensão de um computador da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) na residência do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do ex-presidente Jair Bolsonaro. A ação faz parte de uma investigação que sugere a coleta ilegal de informações pela Abin durante o governo Bolsonaro, sem autorização judicial.

Segundo informações confirmadas por uma fonte ligada à operação, um segundo computador da Abin foi apreendido na residência de um assessor de Carlos Bolsonaro, que é casado com uma funcionária da agência de inteligência. Até o momento, a Polícia Federal não formalizou nem comentou oficialmente sobre as apreensões.

O ministro Alexandre de Moraes, relator do caso, assinou a autorização para os mandados, que totalizaram nove buscas e apreensões em diferentes locais, incluindo Rio de Janeiro (RJ), Angra dos Reis (RJ), Brasília (DF), Formosa (GO) e Salvador (BA).

A suspeita da Polícia Federal é de que a Abin atuou como um instrumento para coleta de informações ilegais, sem devida autorização judicial, além de ser uma fonte de disseminação de informações falsas. Tais dados seriam posteriormente utilizados por perfis de extrema direita para difamar instituições e autoridades.

Carlos Bolsonaro, vereador desde 2001 e em seu sexto mandato consecutivo, foi apontado por Mauro Cid, ex-braço-direito de Jair Bolsonaro, como chefe do chamado "gabinete do ódio", uma estrutura paralela montada no Palácio do Planalto para atacar adversários e instituições, incluindo o sistema eleitoral brasileiro.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas