Matérias
Segurança

Justiça nega bloqueio de redes sociais do influencer Lucas Picolé

Lucas afirmou ser inocente e vítima de injustiça

Escrito por
Redação
January 30, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

A juíza Aline Lins, da 4ª Vara Criminal de Manaus, recusou o pedido de bloqueio e proibição de acesso às redes sociais do influencer João Lucas da Silva Alves, conhecido como "Lucas Picolé". O criador de conteúdo digital foi preso na última quarta-feira (24), acusado de promover rifas ilegais em uma nova conta no Instagram, com 80 mil seguidores.

Na decisão, a magistrada destacou que, com a prisão preventiva do réu, as medidas solicitadas não são mais necessárias. Ela se resguardou, no entanto, para reavaliar tais medidas se necessário durante o curso da instrução criminal.

Lucas Picolé foi detido em um balneário no município de Iranduba, a 27 quilômetros de Manaus. Ele é suspeito de descumprir medidas cautelares propostas durante a liberdade provisória relacionada à Operação Dracma, deflagrada em maio de 2023. Na ocasião, o influencer pulou no rio ao tentar fugir da polícia, mas foi capturado.

Picolé já havia sido preso em 2023 durante a Operação Dracma, que investigava esquemas de venda de rifas ilegais por meio das redes sociais. Além disso, responde a outro processo por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse irregular de munição de uso restrito e adulteração de sinal identificador de veículo. Em sua defesa, antes da prisão recente, Lucas afirmou ser inocente e vítima de "injustiça".

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas