Matérias
Mundo

‘Infiel’: Garota iraniana é espancada por incentivar mal uso do véu

Desde a tomada do poder pelo Talibã, prisões e agressões contra mulheres estão sendo recorrentes

Escrito por
Lucas Albarado
January 10, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Adolescentes afegãs foram espancadas por agentes do Ministério para a Propagação da Virtude e Prevenção do Vício do Afeganistão, após terem sido levadas da escola, durante uma aula de inglês, sob acusação de usarem mal o véu islâmico e serem infiéis. 

Desde que o  Talibã chegou ao poder, dezenas de mulheres e adolescentes foram espancadas pela ‘Polícia da Moral’, em Cabul, a capital do país e cidade mais populosa. 

Para o Estado, elas estavam encorajando outras jovens ao mau uso do véu. 

Uma garota de 16 concedeu uma entrevista e pediu para ficar anônima, ao jornal britânico The Guardian. Ela afirma que foi chicoteada nos pés e nas pernas, e que seu pai também foi espancado por criar “filhas imorais”. 

A pena para a filha e seu pai não foi somente por conta do véu, mas também por ela optar estudar inglês e querer sair do país. 

“Não tenho motivação para estudar depois disso. Não quero essa experiência novamente. Não consigo mais imaginar nada para o meu futuro além de ficar em casa e me casar” finalizou. 

A Organização das Nações Unidas (ONU) emitiu uma nota lamentando que as mulheres estejam sendo oprimidas e tenham seus direitos cerceados pela política Talibã. 

O porta-voz do grupo, Zabihullah Mujahid, declarou que não foi feita nenhuma prisão arbitrária e que as ações são legais e tomadas de acordo com a Sharia, sistema de leis e normas do país. 

No items found.