Matérias
Segurança

Homem é condenado a 51 anos de prisão por duplo homicídio de apoiadores de Lula

O acusado, que já estava detido, não terá o direito de recorrer da sentença em liberdade

Escrito por
Thiago Freire
January 22, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

O Tribunal do Júri de Iporã, no Paraná, condenou Erick Hiromi Dias a 51 anos e sete meses de prisão em regime fechado pelo assassinato de duas pessoas durante uma discussão após o anúncio do resultado das eleições presidenciais de 2022. O julgamento ocorreu na última terça-feira (16).

O crime aconteceu em Cafezal do Sul (PR), na noite de 30 de outubro de 2022, após a Justiça Eleitoral confirmar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições presidenciais. As vítimas, apoiadoras de Lula, foram atingidas por tiros disparados por Erick, que estava insatisfeito com a derrota do então presidente Jair Bolsonaro. O Ministério Público argumentou que o crime teve motivação política.

Erick Hiromi Dias foi condenado por dois crimes de homicídio qualificado. O acusado, que já estava detido, não terá o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Durante o julgamento, Erick Hiromi confessou os crimes e pediu perdão aos familiares das vítimas. Ele afirmou lembrar-se de poucas coisas do dia do crime e admitiu arrependimento por não ter tirado sua própria vida na ocasião.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas