Matérias
Brasil

Campanha ‘SalvePedro’ alcança meta em apenas três dias

Pedro, de cinco anos, enfrenta um neuroblastoma no estágio 4

Escrito por
Thiago Freire
January 08, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Em um período notavelmente curto de três dias, a campanha "SalvePedro" atingiu sua meta de R$ 2 milhões para financiar o tratamento do neuroblastoma enfrentado por Pedro, filho do indigenista Bruno Pereira, tragicamente assassinado em 2022.

Pedro, com apenas cinco anos, foi diagnosticado com neuroblastoma no estágio 4, exigindo um autotransplante de medula óssea, seguido pelo uso do medicamento betadinutuximabe, que ainda não é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Beatriz Matos, mãe de Pedro, antropóloga e diretora do Ministério dos Povos Indígenas (MPI), expressou sua alegria com o sucesso da campanha. “Nós estamos muito felizes. Em apenas 3 dias, a campanha SalvePedro atingiu a meta de R$ 2 milhões. Isso é incrível! O remédio para o tratamento está garantido. Graças a todos que se engajaram e colaboraram com a gente”, celebrou.

Beatriz agora busca expandir essa onda de solidariedade para ajudar mais secrianças. “Vamos aproveitar todo esse engajamento para fazer ainda mais. Continue doando. O dinheiro arrecadado além da meta será todo encaminhado para ajudar outras crianças que enfrentam o mesmo problema do Pedro, através do Instituto Anaju. Vamos salvar os amigos do Pedro. Fazer cada criança mais feliz”, destacou.

O neuroblastoma, sendo o terceiro câncer mais recorrente entre crianças, representa um desafio significativo. Os sintomas podem incluir aumento do volume abdominal, dor na barriga e incômodo no tórax ou dor muscular. O medicamento betadinutuximabe (Qarziba) é essencial para o tratamento, visando ajudar o sistema imunológico a identificar e combater as células cancerígenas.

No items found.