Matérias
Esporte

Beckenbauer é acusado de pagamentos suspeitos para Copa de 2006

Os promotores apontaram uma transferência de 10 milhões de francos para a empresa de um representante da FIFA que votou na Alemanha

Escrito por
Lucas Albarado
March 05, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Foto: Markus Schreiber/AP

O ex-jogador, técnico e ídolo do futebol alemão, Franz Beckenbauer, e um representante da FIFA no Qatar, Mohammed Bin Hammam, são acusados pela de realizarem movimentações financeiras que ajudaram a decidir o país que sediaria a Copa do Mundo de 2006. 

Leia Também

Recentemente, as autoridades alemãs pediram alívio fiscal sobre os pagamentos suspeitos. A investigação também envolve o ex-chefe da Adidas, Robert Louis-Dreyfus. 

De acordo com a investigação, em 2002, Beckenbauer fez um empréstimo de 10 milhões de francos suíços (R$56 milhões) do empresário Dreyfus, e transferiu para a empresa do representante da FIFA, que votou na Alemanha e ajudou o país a ser escolhido como sede.

Conforme os promotores do caso, passados três anos, a Associação de Futebol Alemã (DFB) reembolsou Dreyfus em nome de Beckenbauer, canalizando € 6,7 milhões por meio da FIFA, na tentativa de mascarar a natureza da transação. 

Os pagamentos suspeitos foram descobertos dez anos depois, e resultaram em investigações de corrupção na DFB e FIFA. Elas foram julgadas em um tribunal suíço e terminaram como inconclusivas. A FIFA encerrou o caso em 2021. 

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas