Matérias
Economia

Servidores do Banco Central iniciam greve e PIX pode ser afetado

Paralisação reivindica equiparação salarial

Escrito por
Thiago Freire
January 11, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Os servidores do Banco Central (BC) iniciaram hoje (11) uma greve de 24 horas, com mais de 70% dos funcionários aderindo à paralisação. O Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) coordena a greve, que visa reivindicar melhorias na carreira, incluindo equiparação salarial com outras categorias semelhantes.

O Sinal alerta que a greve pode resultar em um "apagão" nos serviços do banco, com potenciais impactos no atendimento ao mercado e ao público. Isso inclui cancelamento de reuniões, manutenção em sistemas e atrasos na divulgação de informações. A manutenção do PIX pode ser prejudicada, apresentando riscos à continuidade dos serviços financeiros.

Além disso, a paralisação pode afetar projetos em andamento, como a implementação da moeda digital Drex, a supervisão de Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Financiamento do Terrorismo, e a regulamentação de ativos virtuais.

As reivindicações dos servidores incluem reajuste nas tabelas remuneratórias, retribuição por produtividade, exigência de nível superior para o cargo de técnico, e mudança no cargo de analista para auditor. O sindicato destaca que a próxima etapa da paralisação envolverá a entrega dos cargos comissionados de chefia, caso as negociações com o governo não progridam, com a entrega efetiva prevista para a primeira quinzena de fevereiro.

O Sinal ressalta a importância do Banco Central para a estabilidade econômica do país e apela ao governo para considerar equitativamente todas as carreiras estratégicas, conforme destacado em nota oficial.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas