Matérias
Ciência e Tecnologia

Parceria Microsoft-OpenAI enfrenta investigação da Comissão Europeia

A gigante da tecnologia já está sob escrutínio no Reino Unido por motivos semelhan

Escrito por
Thiago Freire
January 10, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

A Comissão Europeia anunciou na terça-feira (9) o início de uma investigação sobre a parceria entre a Microsoft e a OpenAI, com o objetivo de determinar se essa relação configura uma fusão. A relação entre as duas empresas também está sob investigação no Reino Unido pela Competition and Markets Authority (CMA).

A aliança entre a Microsoft e a OpenAI é duradoura, com a gigante de tecnologia sendo uma das principais investidoras na empresa detentora do ChatGPT. A Microsoft realizou três rodadas de investimentos desde 2019, sendo a última no início de 2023, totalizando aproximadamente US$ 10 bilhões. Em troca, a empresa tem participação nos lucros da OpenAI e utiliza o modelo de linguagem GPT-4 em serviços como a plataforma Copilot.

O envolvimento ativo da Microsoft nos negócios da OpenAI ficou evidente em novembro do ano passado, quando o CEO da OpenAI, Sam Altman, foi demitido pelo conselho e imediatamente contratado pela Microsoft, retornando ao seu cargo original após pressão dos funcionários. A Microsoft, desde então, tornou-se "parte observadora" do novo conselho da OpenAI.

A investigação da Comissão está em fase inicial, e, por enquanto, serão realizadas consultas públicas para receber contribuições. Essa etapa permanecerá aberta até 11 de março de 2024. As empresas envolvidas e especialistas no setor estão sendo convidados a debater questões de competição no mercado de inteligência artificial.

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva da Comissão Europeia, destaca a importância de manter a competitividade nos mercados em rápido desenvolvimento de mundos virtuais e inteligências artificiais generativas. 

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas