Matérias

A substância age mimetizando um hormônio intestinal natural chamado GLP-1

Escrito por
Thiago Freire
May 21, 2024
Leia em
X
min

A semaglutida, um medicamento inicialmente desenvolvido para perda de peso, e antes no controle da diabetes tipo 2, está despertando interesse de pesquisadores ao apresentar um efeito colateral inusitado: a redução no desejo de álcool. Indivíduos que receberam injeções com a substância relatam uma diminuição significativa na vontade de consumir bebidas alcoólicas.

Michelle Udden, 51 anos, residente em New Hampshire, EUA, compartilhou sua experiência ao tomar semaglutida: “foi imediato. Tomei minha primeira dose em uma noite de domingo, imediatamente experimentei supressão do apetite e não tive mais vontade de beber. No final da semana, servi um copo de bourbon e não consegui terminar”, disse a mulher ao jornal inglês The Telegraph.

Esse efeito colateral surpreendente tem sido observado em outros usuários, como Micha Podolsky Harmes, 52 anos, residente em Kentucky, que perdeu o desejo por álcool quase que instantaneamente após iniciar o tratamento.

Estudos recentes, incluindo um realizado por neurocientistas suecos, confirmam esses relatos anecdóticos. Pesquisadores da University of Oklahoma Health Sciences Center observaram uma redução significativa no consumo de álcool em pacientes com transtorno do uso de álcool que estavam tomando semaglutide para perda de peso.

A substância age mimetizando um hormônio intestinal natural chamado GLP-1, suprimindo o apetite. Os pesquisadores acreditam que o efeito no consumo de álcool pode estar relacionado aos efeitos do GLP-1 no cérebro, afetando áreas responsáveis pela regulação de motivação e recompensa.

Apesar da empolgação em torno desse potencial benefício, os pesquisadores destacam a necessidade de mais estudos para compreender totalmente o mecanismo de ação do semaglutide nesse contexto. Vários ensaios clínicos estão atualmente em andamento para avaliar seu impacto no tratamento de pessoas com transtorno do uso de álcool.

Se esses estudos confirmarem os resultados preliminares, o semaglutida poderá em breve ser uma opção terapêutica globalmente disponível para o tratamento do alcoolismo, oferecendo uma nova abordagem para uma condição que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.

No items found.
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado