Matérias
Saúde e Bem Estar

Nova lei do Amazonas garante direito de prioridade a portadores de lúpus

Para ter acesso ao direito, o paciente precisa apresentar atestado assinado por um médico reumatologista

Escrito por
Letícia Misna
January 18, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Já está em vigor no Amazonas a Lei nº 6.740, que garante prioridade no atendimento a pessoas portadoras de Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES) nos hospitais, ambulatórios, unidades de saúde e demais estabelecimentos da área no estado.

Para ter acesso ao direito, o paciente precisa apresentar atestado assinado por um médico reumatologista, da rede pública ou conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS).

“São diversos os danos causados pela doença que afeta diretamente o sistema imunológico, responsável pela produção de anticorpos e mecanismos inflamatórios. Cada paciente pode ser afetado de formas e sintomas diferentes e tudo isso tem que ser levado em consideração no momento do atendimento”, explicou a deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro Reis (Republicanos), autora da norma. 

O lúpus é uma doença crônica que atinge principalmente mulheres, e pode apresentar-se de duas formas: sistêmico, que afeta diretamente os órgãos, e cutâneo, que consiste no aparecimento de manchas vermelhas ou eritematosas, principalmente em áreas do corpo que são expostas ao sol, mas isso não impede que órgãos internos também sejam afetados. A fraqueza extrema também é um dos sintomas.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas