Matérias
Ciência e Tecnologia

NASA transmite imagem de gatinho no espaço para quebrar recorde de streaming

Essa transmissão faz parte de uma demonstração de tecnologia crucial para o futuro da exploração espacial

Escrito por
Thiago Freire
January 01, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

A NASA anunciou recentemente um feito notável na transmissão de dados do espaço profundo, estabelecendo um novo recorde de distância em comunicações ópticas. O experimento envolveu a transmissão de um vídeo em ultra-alta definição diretamente da espaçonave Psyche, localizada a quase 31 milhões de quilômetros da Terra.

Essa transmissão faz parte de uma demonstração de tecnologia crucial para o futuro da exploração espacial, visando aumentar significativamente a largura de banda disponível. Pam Melroy, vice-administradora da NASA, ressaltou a importância desse avanço, afirmando que "aumentar nossa largura de banda é essencial para alcançar nossos objetivos futuros de exploração e ciência”, incluindo missões humanas além da órbita terrestre.

O vídeo de ultra-alta definição, mostrando um gato chamado Taters perseguindo um apontador laser, foi transmitido através de um instrumento chamado transceptor laser de voo. A transmissão alcançou a Terra em incríveis 101 segundos, a uma taxa máxima de 267 Mbps. Utilizando sinais de infravermelho próximo, o laser codificado foi enviado ao Telescópio Hale, em San Diego, Estados Unidos, que encaminhou os quadros para o Laboratório de Propulsão a Jato da NASA para reprodução.

A escolha do vídeo do gato Taters não foi aleatória. Gravado antes do lançamento da Psyche em outubro, o vídeo, além de proporcionar momentos adoráveis, inclui informações técnicas sobre o laser e sua taxa de bits de dados, bem como o caminho orbital da Psyche e a cúpula do telescópio Palomar.

O objetivo principal dessa demonstração é avançar nas comunicações a laser, permitindo taxas de transmissão muito mais altas em comparação com os sistemas de radiofrequência atualmente utilizados em missões espaciais.

Enquanto a sonda Psyche continua sua jornada em direção a um asteroide homônimo rico em metal, esta inovação tem o potencial de revolucionar a forma como recebemos dados do espaço profundo, superando as limitações dos métodos tradicionais.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas