Matérias

Ela ocupa agora a cadeira de número 51, antes pertencente a Elza Soares

Escrito por
Letícia Misna
November 15, 2023
Leia em
X
min

Na noite de terça-feira (14), a cantora, compositora e atriz Liniker, de 28 anos, foi eleita imortal pela Academia Brasileira de Cultura (ABC), tornando-se a primeira travesti a conquistar tal feito. Ela ocupa agora a cadeira de número 51, antes pertencente a Elza Soares.

“Eu sou muito grata pela voz que eu tenho estudado, pela voz que eu tenho preenchido dentro de mim pra poder existir, pra poder permanecer em pé, porque estar em pé no Brasil, sendo uma travesti preta, é muito difícil. Ser a primeira vez que uma travesti é empossada na Academia Brasileira de Cultura é muito importante e é fundamental pra cultura do nosso país”, disse a cantora em lágrimas durante a cerimônia de posse.

Em 2022, Liniker também conquistou outro feito histórico, ao tornar-se a primeira artista trans a vencer o Grammy Latino, na categoria “Melhor Álbum de Música Popular Brasileira”, com "Indigo Borboleta Anil".

ACADEMIA BRASILEIRA DE CULTURA

A ABC foi fundada em 2021, e visa fortalecer, discutir e encontrar soluções para o cenário cultural do país. Entre os integrantes estão Zeca Pagodinho, Cristiani Torloni, Fátima Bernardes, Ana Botafogo, Ney Latorraca, Lilia Cabral e outros.

No items found.
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado
Matérias relacionadas
Nenhum item encontrado