Matérias
Saúde e Bem Estar

Hemoam estaria sem bolsas de plástico para armazenar sangue; Fundação nega

Acusações surgem em meio à crise na saúde que afeta o Amazonas nos últimos meses

Escrito por
Letícia Misna
January 31, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Em meio à crise na saúde que atinge o estado do Amazonas nos últimos meses, o Diário da Capital recebeu, esta semana, uma denúncia anônima de que a Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) estaria sofrendo escassez de bolsas plásticas utilizadas para armazenar sangue, motivo pelo qual a unidade estaria recebendo doações apenas por agendamento.

O Hemoam negou as alegações, porém informou que, de fato, existe um problema, mas com relação ao excesso de estoque. “O que estamos fazendo é racionando a coleta de sangue A+ e B+ para evitar o desperdício por vencimento da validade e desperdício de material”.

De acordo com a instituição, houve uma alta na doação dos tipos A+ e B+, que são os menos necessitados pelos pacientes. Como essas bolsas têm ficado muito tempo paradas, o material plástico utilizado no armazenamento acaba atingindo o limite de validade, levando ao desperdício tanto da embalagem quanto do sangue.

O Hemoam também explicou que doações para os demais tipos (O+, O-, A-, B-, AB+ e AB-) estão ocorrendo normalmente.


COMO DOAR

Para doar é necessário ter entre 18 e 69 anos de idade, peso a partir de 50kg e estar saudável.

Os interessados que se encaixarem nos pré-requisitos devem ir até a sede da Fundação, localizada na avenida Constantino Nery, de segunda a sábado, das 7h às 17h, munidos de documentos de identidade e realizar cadastro.

O doador passará por uma avaliação clínica, e, se apto, será encaminhado à sala de coleta.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas