Matérias
Ciência e Tecnologia

Google deve anunciar mais demissões, diz CEO

Em 2023, a empresa realizou cortes significativos, atingindo cerca de 12 mil funcionários

Escrito por
Thiago Freire
January 19, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria

Sundar Pichai, CEO do Google, anunciou em um memorando obtido pelo The Verge que a empresa está planejando demissões ao longo de 2024 para criar espaço e investir em suas prioridades estratégicas. Diferentemente dos cortes massivos realizados em 2023, Pichai indicou que as demissões deste ano não serão tão volumosas e não afetarão todos os times.

"Para criar capacidade para este investimento, temos que fazer escolhas difíceis", afirmou Pichai. Ele destacou que as demissões têm como objetivo "remover camadas para simplificar a execução e acelerar algumas áreas" da empresa. Segundo o CEO, muitas dessas mudanças já foram anunciadas, e algumas equipes continuarão tomando decisões específicas de alocação de recursos ao longo do ano.

Na última terça-feira (16), o Google demitiu centenas de funcionários de sua equipe de vendas de publicidade, afetando profissionais em todo o mundo. No memorando, Pichai não especificou quais times serão afetados nas futuras demissões nem quando esses cortes ocorrerão.

A estratégia e as prioridades de investimento do Google também não foram detalhadas, mas Pichai ressaltou que a empresa tem metas ambiciosas e está comprometida em investir em áreas-chave ao longo do ano.

DESDOBRAMENTOS ANTERIORES

Em 2023, o Google realizou cortes significativos, atingindo cerca de 12 mil funcionários. O foco dessas demissões foi reduzir as camadas da empresa para facilitar a execução de suas operações.

A última rodada de demissões ocorreu no YouTube em 17 de janeiro, afetando aproximadamente 100 funcionários do time de parcerias com criadores. Esses cortes se alinham à estratégia global de simplificação da estrutura organizacional do Google.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas