Matérias
Esporte

Atletismo brasileiro brilha no primeiro dia do Mundial Paralímpico em Kobe, com 8 medalhas

Escrito por
Thiago Freire
May 18, 2024
Leia em
X
min
Compartilhe essa matéria
Foto: RENE-WORMS Pierre / Internet

O atletismo brasileiro começou com força total no Mundial Paralímpico em Kobe, Japão, a apenas três meses da abertura da Paralimpíada de Paris. No primeiro dia de competições, a equipe conquistou um total de oito medalhas: quatro de ouro, três de prata e uma de bronze.

Entre os destaques, o sul-mato-grossense Yeltsin Jacques brilhou ao vencer os 5.000 metros T11 (deficiência visual) com um novo recorde mundial de 14min53s97, superando a marca anterior do japonês Kenya Karasawa. O paulista Júlio Agripino garantiu a prata na mesma prova com o tempo de 14min57s70.

O paraibano Petrúcio Ferreira se tornou tetracampeão nos 100 metros T47 (amputados de braço), concluindo a prova em 10s82. Já a paulista Zileide Cassiano conquistou o ouro no salto em distância T20 (deficiência intelectual) com um salto de 5,80 m, enquanto a acreana Débora Lima ficou com a prata ao saltar 5,54 m.

Nas provas de campo, Wanna Brito do Amapá alcançou o primeiro título mundial da carreira no lançamento de club F32 (paralisados cerebrais) com uma marca de 26,66 m, quebrando o recorde da competição. Giovanna Boscolo ficou com o bronze ao atingir 24,35 m.

Além das vitórias, o caçula da delegação brasileira, o paulista Vinícius Quintino, de 17 anos, conquistou a prata nos 100 metros T72 petra, com o tempo de 17s54, atrás apenas do italiano Carlo Calgani, que estabeleceu o novo recorde mundial.

O Mundial Paralímpico de Atletismo em Kobe reúne 1.069 atletas de 102 países e vai até o dia 25 de maio. A delegação brasileira conta com 46 atletas e 10 atletas-guia.

No items found.
Matérias relacionadas
Matérias relacionadas